ReinoAnimalia
FiloArthropoda
ClasseInsecta
OrdemOdonata
FamíliaLestidae
Género
Espécie

Lestes macrostigma

(Eversmann, 1836)
Lestes-das-marismas
Estatuto de Conservação: EN - Em Perigo
Saber mais

Trata-se de uma libelinha que atinge os 48 mm de comprimento e os 27 mm de envergadura, sendo a maior de entre as espécies do género Lestes. O macho e a fêmea são similares: têm os olhos e o tórax azuis e abdómen escuro, com reflexos metálicos verde-amarelados; ambos os sexos apresentam forte pruinosidade azulada no tórax, assim como no primeiro (S1) e nos segmentos terminais do abdómen. As asas são transparentes e arredondadas, com pterostigmas rectangulares negros e longos (estendem-se por 3 a 4 células), característica que auxilia na diferenciação entre espécies do mesmo género. Patas negras. Voa de Março a Junho.

Ocorre em águas salobras, sapais ou salinas abandonadas, encontrando-se, frequentemente, em locais com vegetação densa, dominados por junça-marítima (Bolboschoenus maritimus).

Em Portugal continental existem registos de ocorrência em Setúbal e na região do Algarve, onde se encontra dispersa pelas zonas costeiras, até aos 50 m de altitude.

> Degradação/alteração do habitat (e.g. destruição dos sapais dominados por Bolboschoenus maritimus)
Sem medidas a destacar.
Agrion macrostigma, Lestes picteti
Mais sobre esta espécie nas ligações seguintes:
Fauna Europaea | All European Animal Species Online
Distribuição da Lestes macrostigma
Autor: Eunice Venâncio
Descrição Habitat Distribuição Multimédia Ameaças Conservação Sinonímias