ReinoAnimalia
FiloArthropoda
ClasseInsecta
OrdemOdonata
FamíliaPlatycnemididae
Género
Espécie

Platycnemis pennipes

Pallas, 1771
Libelinha-de-patas-brancas (não confirmada em Portugal)
Estatuto de Conservação: LC - Pouco Preocupante

Libelinha que atinge até 32 mm de comprimento e 19 de envergadura, caracterizada por possuir na fase adulta as bordas das tíbias de cor branca, o macho possuí um corpo azul pálido, olhos azulados, tórax preto e azul, abdómen preto com manchas azuis,
a fêmea possuí um corpo castanho esverdeado,olhos castanhos, tórax esverdeado com listras pretas, abdómen verde pálido
Ambos possuem asas transparentes, pteurostigmas acastanhados. as bordas das patas claras, os últimos segmentos tendem a ser mais negros.

Esta espécie é característica de várzeas e dominante em rios, braços mortos de rios e trechos abertos de ribeiras. Também é vista frequentemente em lagos e numa grande variedade de habitats artificiais, como canais, e lagoas de criação de peixes (as larvas estão bem adaptadas para a convivência com os peixes).

Esta espécie é característica de várzeas e dominante em rios, braços mortos de rios e trechos abertos de ribeiras. Também é vista frequentemente em lagos e numa grande variedade de habitats artificiais, como canais, e lagoas de criação de peixes (as larvas estão bem adaptadas para a convivência com os peixes).(60 palavras máx.)

Existem relatos da espécie ter ocorrido em território nacional, porém, carece de confirmações, de modos a validar a ocorrência.

Sem ameaças a destacar.
Sem medidas a destacar.
Libella pennipes, Platycnemis albicans; Platycnemis albidela; Platycnemis albioctopunctata; Platycnemis lactea; Platycnemis pechioli, Platycnemis platypoda
Autor: Eunice Venâncio
Descrição Habitat Distribuição Ameaças Conservação Sinonímias