ReinoAnimalia
FiloArthropoda
ClasseInsecta
OrdemLepidoptera
FamíliaNymphalidae
Género
Espécie

Pyronia cecilia

(Vallantin, 1894)
Guarda-portões-menor, Cecilia
Estatuto de Conservação: LC - Pouco Preocupante
Saber mais

Trata-se de uma borboleta que atinge os 32 mm de envergadura (menor que a congénere Pyronia tithonus). A face superior das asas é alaranjada com uma banda marginal castanha-escura; nas asas anteriores apresenta um ocelo negro apical com duas pintas brancas; os machos apresentam uma mancha androconial bem marcada, acastanhada, que atravessa cada asa anterior, em direcção ao ocelo. A face inferior das asas posteriores é variegada, de matriz parda/acastanhada; as asas anteriores têm a face inferior semelhante à superior. A fêmea é maior que o macho e não apresenta mancha androconial. O corpo é acastanhado, sendo mais escuro na zona dorsal e mais claro na ventral. Olhos pardos e antenas claviformes acastanhadas. Voa de Abril a Setembro. A lagarta é cor-de-palha, com uma risca dorsal longitudinal escura, bem marcada. A hibernação dá-se nesta fase. A crisálida é acinzentada, marcada por pintas e listas negras. O ovo é amarelo. Espécie bivoltina (duas gerações anuais).

Ocorre em zonas quentes e secas (e.g. prados, matos mediterrânicos), com pouca vegetação, até aos 1200 m de altitude. Utiliza várias espécies de gramíneas (Poaceae) como plantas hospedeiras, das quais a lagarta se alimenta (e.g. Brachypodium spp., Poa spp.).

Sem ameaças a destacar.
> Conservação/preservação do habitat (e.g. manter os garrigues)
Epinephele cecilia, Maniola aphrodite, Papilio ida, Pyronia catalana, P. esperi, P. segurai
Mais sobre esta espécie nas ligações seguintes:
Fauna Europaea | All European Animal Species Online
Distribuição da Pyronia cecilia
Autor: Eunice Venâncio
Descrição Habitat Distribuição Multimédia Ameaças Conservação Sinonímias