ReinoAnimalia
FiloChordata
ClasseMammalia
OrdemCetacea
FamíliaBalaenopteridae
Género
Espécie

Balaenoptera acutorostrata

Baleia-anã
Estatuto de Conservação: LC - Pouco Preocupante

A Baleia-anã encontra-se em todos os oceanos e praticamente em todas as latitudes, preferindo as zonas de baixa temperatura em redor da plataforma continental. Alimenta-se de uma grande variedade de presas, tais como diversos peixes, krill e pequenas lulas consoante a sua disponibilidade.

Como as outras espécies de rorquais (Família Balaenopteridae), esta espécie migra para latitudes mais altas (regiões polares) durante a Primavera e para latitudes mais baixas (regiões tropicais) a partir do Outono. Apesar disso, os seus padrões de movimentação são ainda pouco conhecidos e são menos previsíveis do que os de outras espécies de rorquais estando distribuídas de uma forma mais homogénea por todas as latitudes durante todo o ano.
Em Portugal, a baleia-anã é a espécie de misticeto mais comum no Continente, ocorrendo de forma regular e podendo ser avistada de forma ocasional ao longo de todo o ano, principalmente em águas costeiras continentais. A baleia-anã é considerada rara na Madeira, mas nos Açores parece ocorrer durante grande parte do ano numa grande variedade de habitats (bancos submarinos, áreas de grande profundidade, e próximo da costa), embora a sua presença só esteja confirmada durante a Primavera e Verão (dados não publicados, DOP/Universidade dos Açores).

Onde se pode encontrar:
- Caça
- Destruição/Perturbação de indivíduos
- Navegação
- Pesca/Captura acidental
- Poluição
- Pressões turísticas
- Estudos de Biologia e Ecologia
- Controlo da poluição
- Legislação/Regulamentação
- Proteção de indivíduos
- Proteção do habitat
Autor:
Habitat Distribuição Ameaças Conservação