ReinoAnimalia
FiloChordata
ClasseMammalia
OrdemRodentia
FamíliaCastoridae
Género
Espécie

Euroxenomys minutus

von Meyer, 1838
Estatuto de Conservação: NA - Não Aplicável
Saber mais

Roedor. Trata-se de uma espécie de castor pré-histórico com representantes atuais ao nível da Família Castoridae, caracterizado por uma alimentação insetívora e herbívora de browsing (e.g. folhas, rebentos suaves, frutos de plantas arbóreas e arbustos). Tratava-se de um organismo escansorial, portanto, capaz de ou adaptado a trepar/subir árvores.

*scansorial insectivore (fossilworks.org).
*browser (paleobiodb.org).

Distribuição geocronológica: 13,65 Ma (Serravalliano) – 8,7 Ma (Tortoniano) – Mioceno

Espécie característica de ambientes terrestres, mais precisamente, de regiões próximas de lagoas ou lagos. Tinha um estilo de vida anfíbio, sendo dependente de mais do que um tipo de habitat: terrestre e aquático.

*pond (1 collection), terrestrial (1) (fossilworks.org).
*amphibious (paleobiodb.org).

Foi encontrado apenas 1 fóssil desta espécie: um dente molar D4, com dimensões 2,97 x 3,82 cm, na camada MN 6, Bacia do Tejo/Póvoa de Santarém (Santarém, Portugal).

Os métodos de coleção deste fóssil foram por extração de cores (core) e crivagem (sieve). M. T. Antunes e P. Mein colecionaram os sedimentos que foram posteriormente “lavados” para recuperar o fóssil. O repositório do fóssil desta espécie é o Centro de Estratigrafia e Paleobiologia da Universidade de Lisboa.

Monosaulax minutus
Mais sobre esta espécie nas ligações seguintes:
Contributions à la Paléontologie du Miocène moyen continental du Bassin du Tage. III - Mammifères - Póvoa de Santarém, Pêro Filho et Chões (Secorio). Conclusions générales.
Antunes & Mein (1977)
Castor fiber na gruta do Caldeirão. Existência, distribuição e extinção do castor em Portugal.
Antunes (1989)
fossilworks.org
Ficha do Euroxenomys minutus
paleobiodb.org
Ficha do Euroxenomys minutus
Autor: Bruno Costa
Descrição Habitat Distribuição Sinonímias