ReinoPlantae
DivisãoMagnoliophyta (Angiospermae)
ClasseMagnoliopsida
OrdemFagales
FamíliaFagaceae
Género
Espécie

Quercus × avellaniformis

Colmeiro & E. Boutelou
Azinheira-macha, cerqueiro, carvalho-de-cerqueiro, carvalho-de-sequeiro
Estatuto de Conservação: NE - Não Avaliado
Saber mais

Híbrido resultante do cruzamento entre Quercus rotundifolia (azinheira) e Quercus suber (sobreiro), espécies parentais.

Árvore mais ou menos elevada, com ritidoma suberoide a fusiforme, com cortiça incipiente. Folhas: ovado-lanceoladas, glabrescentes, verdes na página superior e cinzentas, incano-tomentosas na página inferior. Partilham caracteres intermédios ao nível da arquitectura foliar com os parentais, podendo variar entre nervos laterais maioritariamente formando ângulos ? 45º com a nervura principal, na metade proximal da folha, e com bifurcações evidentes nas nervuras secundárias, como em Q. rotundifolia, e mais raras vezes com nervação secundária, formando ângulos ? 45-50º, apenas com algumas bifurcações nas extremidades, como em Q. suber. Neste último caso tendem a apresentar cortiça bem desenvolvida, tratando-se de retrocruzamentos de segunda geração com sobreiro. Frutos: cúpula turbinada, com escamas adepressas a sub-livres, velutinas. Frutificação anual abundante.

Planta indiferente edáfica, ocorre em áreas que bioclimaticamente promovem a sobreposição das janelas de floração e polinização de ambos os parentais.

Disseminada em todo o Portugal Continental de cariz marcadamente mediterrânico, entre os parentais, nomeadamente nas áreas de contacto entre sobreirais e azinhais e formações mistas de ambas as espécies.

Onde se pode encontrar:
Sem ameaças a destacar.
Sem medidas a destacar.
Quercus × mixta
Mais sobre esta espécie nas ligações seguintes:
Chemical variations in Quercus pollen as a tool for taxonomic identification: Implications for long‐term ecological and biogeographical research.
Muthreich et al. (2019)
Autor: Carlos Vila-Viçosa
Descrição Habitat Distribuição Ameaças Conservação Sinonímias